NÃO ME MANDEM FLORES
Send me no flowers


George Kimball [Rock Hudson] é um consumidor compulsivo de medicamentos – para todos os sintomas do corpo existe um específico – obstinação que sequer impressiona mais sua esposa Judy Kimball [Doris Day].

O ápice se dá quando, durante uma das tantas consultas ao médico da família doutor Ralph Morrisey [Edward Andrews] escuta de uma antessala o diagnóstico repassado a um cardiologista sobre o estado terminal de outro paciente – acreditando ser uma descrição do seu quadro – George amargurado incorpora o trágico desfecho.

Suas desventuras a partir de então denotam toda a estética do filme – o primeiro a ouvir suas lamurias infundadas é seu melhor amigo e vizinho Arnold Nash [Tony Randall], que de aturdido e abalado pela desgraça se joga na bebida compulsivamente, propiciando situações hilárias como forma de atenuar o sofrimento do parceiro.

A preocupação de George é que Judy não venha a descobrir e começa então a tratar de todas as atribuições que julga fundamental quando se tornar uma jovem viúva, convicto da frágil estrutura da esposa para conduzir sua vida, decide escolher um novo marido que possua todos os quesitos necessários. Judy não entende nada e começa a desconfiar que George está tendo um caso com uma vizinha recém-separada, tanta as demonstrações de cordialidade e elogios referentes aos predicados de outros homens, justo ele, possuído tantas vezes de um ciúme descabido.

Até o último instante como doente terminal – casos e descasos – propicia momentos de puro entretenimento como uma das melhores comédias da época, talvez pela nostalgia de ser esta a última parceria do trio Rock Hudson, Doris Day e Tony Randall, talvez, não sei, só que vale a pena cada minuto compartilhado dessa louca aventura.

Assistido e comentado by Marco Müller
Publicado 08 | Janeiro | 2013

*Poster promocional do filme

FICHA TÉCNICA

TÍTULO ORIGINAL Send me no flowers
GÊNERO Comédia Romântica
TEMPO DE DURAÇÃO 100minutos
DATA DE LANÇAMENTO [EUA] 1964
ESTÚDIO Universal Studios
DIREÇÃO Norman Jewison
PRODUÇÃO Harry Keller
ROTEIRO Julius J Epstein | Norman Barasch | Carroll Moore

ELENCO

DORIS DAY Judy Kimball
ROCK HUDSON George Kimball
TONY RANDALL Arnold Nash
TOMMY COOK Paul, jogador de tênis
HAL MARCH Winston Burr
EDWARD ANDREWS Doutor Ralph Morrissey
PAUL LYNDE Senhor Akins
PATRICIA BARRY Linda Bullard
CLINT WALKER Bert Power
CLIVE CLERK Vito
ALINE TOWNE Cora
DAVE WILLOCK Leiteiro
CHRISTINE NELSON Enfermeira
LOU BYRNE Secretária
JEAN PAUL KING Garçom

SCREENSHOTS


Título original

George Kimball [Rock Hudson] e as dores intermináveis

A pequena farmácia particular de George Kimball [Rock Hudson]

Judy Kimball [Doris Day] durante o café da manhã em sua casa

O doutor Ralph Morrisey [Edward Andrews] médico dos Kimball

George Kimball [Rock Hudson] dando a fatídica notícia ao
seu melhor amigo 
Arnold Nash [Tony Randall]

Judy Kimball [Doris Day], George Kimball [Rock Hudson]
Arnold Nash [Tony Randall]

George imaginando um dos pretendentes para sua esposa Judy Kimball [Doris Day]

George Kimball [Rock Hudson] e Arnold Nash [Tony Randall] no clube de golfe

Arnold Nash [Tony Randall] surpreso com o tamanho do sapato de Bert Power

Judy Kimball [Doris Day] e seu antigo colega de escolaBert Power [Clint Walker]

George Kimball [Rock Hudson] e Arnold Nash [Tony Randall]
tramando sobre o melhor pretendente para Judy

George Kimball [Rock Hudson] e todo seu desânimo

George Kimball [Rock Hudson] e Arnold Nash [Tony Randall]
bebendo para esquecer o destino trágico

Judy Kimball [Doris Day] ao descobrir o segredo do marido George Kimball [Rock Hudson]

Judy Kimball [Doris Day] e George Kimball [Rock Hudson]

Judy Kimball [Doris Day] e George Kimball [Rock Hudson]

George Kimball [Rock Hudson] e Arnold Nash [Tony Randall]

Arnold Nash [Tony Randall] ao ficar sabendo que tudo não passou de um engano

Judy Kimball [Doris Day] convicta que a história não passava
de uma farsa de George para encobrir seu caso com uma amante

Judy Kimball [Doris Day] e George Kimball [Rock Hudson] após tudo ter sido esclarecido